Líder do Grupo “Fotografia Ficcional: Experimentações na Arte Contemporânea”, Ruth Sousa, participa do I Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia.

A professora e líder do grupo “Fotografia Ficcional: Experimentações na Arte Contemporânea”  Ruth Sousa realizou comunicação no dia 17 de maio no I Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia , realizado no MIS São Paulo com organização do Estúdio Madalena. Ruth Sousa apresentou o artigo “A Fotografia como Paradoxo de Superfície”, uma análise filosófica de alguns aspectos da linguagem fotográfica, opondo a leitura realizada por André Rouillé em La photographie à filosofia de Gilles Deleuze em A lógica do Sentido. Segue Fotos da apresentação:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Créditos: Júlio Riccó

Anúncios

Evgen Bavcar, o Fotógrafo Cego.

                                                                                                                                                                                                                                                       

“Eu  fotografo o que imagino. Os originais dentro da minha cabeça. É uma questão de criar uma imagem mental, o registro físico que melhor representa o trabalho do que se imagina”.

“Minhas imagens são frágeis, eu nunca as vi, mas sei que elas existem, e algumas delas me tocam profundamente só de ouvir falar”.

    – Evgen Bavcar

Entrevista com Evgen Bavcar realizada em sua visita ao Brasil, acesse aqui.

Artigo:  Evgen Bavcar: silêncios, cegueiras e alguns paradoxos – Elida Tessler, acesse aqui.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Edição especial de livro fotográfico é lançado a R$ 5.400 mil

Quem tem espírito aventureiro não vai resistir. A editora Assouline, ás em publicar assuntos como moda, turismo aaae luxo moderno, em parceria com a casa de leilões Sotheby’s lança hoje seu primeiro livro à prova d’água com um tema bem propício: “South Pole: The British Antartic Expedition 1910-1913”.

A publicação premium de 136 páginas, com 60 centímetros de altura e 100 ilustrações primorosas, terá edição numerada e limitada a 150 exemplares, que serão vendidos a US$ 3 mil
Com tratamento especial, o livro foi fechado com cola obtida a partir de garrafas de champanhe, a capa é feita com uma resina especial e a tinta e o papel das páginas foram testados durante oito meses – chegaram a ficar submersos por dias para comprovar o caráter à prova d’água.

Como se ainda não bastasse, a obra, vendida pelo site da editora a partir de 15 de março, tem prefácio assinado pelo príncipe Albert, de Mônaco, e pela princesa Anne, da Grã-Bretanha. (R$ 5.400).

 

Fonte: ig.com.br

Exposição Made-up Memories Corp.

A made-up memories corp é um projeto de Arte que se configura aos moldes de uma empresa que tem como objetivo produzir fotografias do que poderia ter acontecido, ou ainda, do impossível de ter acontecido.

A fabricação de lembranças inventadas é gratuita e a imagem produzida é enviada para a casa da pessoa que a solicitou, assim como um relato do processo e um certificado de autenticidade.

Mais informações: http://madeupmemoriescorp.com

Local: SESC Crato

Período: de 12 de novembro a 9 de dezembro.

Ficciones – Encuentro Bienal de Fotografía y Nuevos Medios

Ficciones – Encuntro Binel de Fotografía y Nuevos Medios é um encontro sobre fotografia que será realizado no Uruguai, na cidade de Maldonado. O tema deste encontro é Nuevos Publicos.

“… pensar en el público es pensar en accesos, en posibilidades interpretativas, en el receptor como un proyecto en sí mismo. Decir nuevos públicos en un circuito de instituciones artísticas será decir niños y adolescentes, estudiantes, visitas guiadas. En definitiva, un grupo visualizado como carente de discurso, de referencias históricas, de juicio.

No acontece como en el cine masivo o la publicidad, donde Súperman reaparece cada cinco años como si fuese la primera vez3, y los planteos estéticos son reincorporados y mostrados a un nuevo público objetivo apto para su consumo. De alguna forma, que esto no suceda explícitamente en las artes visuales reafirma su territorio. No obstante, desde esta instancia podemos pensar en esta nueva configuración creciente de los medios fotográficos como una posibilidad para pensar en otros públicos hasta ahora no alcanzados. Aquí aparecen prácticas relacionales, nuevos medios, interdisciplinariedad, prácticas tradicionales y contemporáneas presentadas en diversos formatos. No explora este planteo la renuncia a los mitos del arte sino a la posibilidad de producir desde sus elementos invisibles.”

Fernanda Gassen, membro do nosso grupo de pesquisa, estará participando do encontro dando o workshop “Fotografia/Texto” e expondo trabalho em uma das exposições do evento.

Mais informações sobre o evento: http://ficcionesfotografia.blogspot.com/